Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Pesquisadores do ON são listados entre cientistas mais influentes do mundo

Publicado: Sábado, 21 de Novembro de 2020, 01h23 | Última atualização em Sábado, 21 de Novembro de 2020, 01h30

Um estudo promovido por uma equipe da Universidade de Stanford (EUA), liderada pelo médico-cientista John Ioannidis, elencou os 100 mil cientistas mais influentes do mundo, a partir dos dados de citação feitas até o ano de 2019. Para chegar a essa lista, o estudo utilizou índices bibliométricos da base de dados Scopus, e avaliou a carreira dos cientistas dentro de dois rankings: o impacto do pesquisador em um único ano - neste caso o ano de 2019 - e o impacto do pesquisador ao longo da carreira.

Os pesquisadores do Observatório Nacional Jailson Alcaniz e Rodney Gomes foram incluídos pelo seu notório trabalho na área de astronomia.

Jailson Alcaniz tem importantes contribuições em Cosmologia Física, que se estendem desde um melhor entendimento do universo primordial até a natureza do mecanismo físico por trás da aceleração cósmica atual, também conhecido por energia escura. Alcaniz tem cerca de duas centenas de artigos publicados nas principais revistas das áreas de Física e Astrofísica. Atualmente, é coordenador do grupo de teoria do levantamento J-PAS (Javalambre Physics of the Accelerating Universe Astrophysical Survey) e coordenador da comitê assessor de física e Astronomia do CNPq.

Já o astrônomo Rodney Gomes trabalha em processos dinâmicos em sistemas planetários, com ênfase nos processos de formação e evolução primordial do Sistema Solar - o estudo de como a distribuição das órbitas dos objetos mais distantes do Sistema Solar, denominados transnetunianos, podem revelar segredos de como o Sistema Solar primordial se formou há cerca de 4,5 bilhões de anos. Rodney desenvolve também pesquisa que apresenta evidências sobre a possível existência de um nono planeta em nosso Sistema Solar. 

A publicação do ranking, intitulada "Update science-wide author databases of standardized citation indicators", foi anunciada pelo Journal Plos Biology em outubro deste ano. Além dos cientistas do ON, a lista também contém a participação de 600 outros cientistas brasileiros. O estudo pode ser obtido por todos, e as tabelas estão disponíveis para serem baixadas.   

Fim do conteúdo da página