Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

“Divulgação da ciência nas ondas do rádio”: live comemora 5 anos do quadro “Ciência no Rádio”, parceria entre ON e Rádio MEC

Publicado: Terça, 13 de Outubro de 2020, 13h50 | Última atualização em Terça, 13 de Outubro de 2020, 13h50

No dia 7 de outubro de 2015, o Observatório Nacional e a Rádio MEC AM RJ iniciaram uma parceria inédita: o quadro “Ciência no Rádio”, com entrevistas semanais ao vivo, levando pautas do ON para a sociedade. Na última quarta-feira, dia 7 de outubro de 2020, com 225 entrevistas realizadas, o quadro completou cinco anos no ar.

Para celebrar o sucesso desta parceria, no dia 15 de outubro, quinta-feira, às 18h30, no canal do Observatório Nacional no Youtube, acontece a live “Divulgação da ciência nas ondas do rádio”. O bate-papo será com os jornalistas Marcus Aurélio de Carvalho, idealizador do quadro e seu apresentador por quase quatro anos; Dylan Araújo, atual apresentador; Letícia Reitberger, assessora de imprensa do ON quando a parceria foi iniciada; Alba Lívia, assessora de comunicação do ON; e com os pesquisadores do ON Cosme da Ponte Neto, Josina Nascimento e Ricardo Ogando. Neste dia, o Observatório Nacional festeja também seus 193 anos de criação, dedicados à pesquisa e ao desenvolvimento da ciência no Brasil.

O “Ciência no Rádio” foi criado dentro do programa Todas as Vozes, que era comandado por Marcus Aurélio, as 7h às 9 da manhã, se segunda a sexta. “Sentia falta de um conteúdo que democratizasse o saber científico, especialmente no âmbito da astronomia, tema tão fascinante. Ao longo da história da Rádio MEC, a emissora teve programas sobre pesquisas científicas, mas não com o ON como parceiro nem com esse modelo de parceria. A ideia surgiu em agosto de 2015, em uma reunião convocada pela então coordenadora de emissora, Liara Avellar, com apresentadores e produtores de todos os programas da MEC AM. Poucas semanas depois, Liara, Marcos Leite (produtor do programa) e eu já estávamos reunidos com a equipe do ON para fechar o acordo”, relembra Marcus.

“Quando Thiago Rogotto, atual gerente, assumiu a gestão da emissora, também se tornou entusiasta e apoiador do projeto. A proximidade com os cientistas e a preocupação permanente deles em falar de forma agradável e compreensível para todos os segmentos do público mostram a determinação do ON em democratizar a informação científica”, conta o jornalista e professor.

Em 2019, Marcus Aurélio deixou a Rádio MEC para trabalhar na Rádio ONCB, emissora web da Organização Nacional de Cegos do Brasil, com sede em São Paulo, e para seguir na coordenação executiva e pedagógica da organização não governamental União e Inclusão em Redes de Rádio (UNIRR), cargo em que atua há 25 anos. O programa Todas as Vozes foi, então, encerrado e, no mesmo horário, estreou o programa Rádio Sociedade, nome escolhido em referência às origens da Rádio MEC – foi a primeira rádio do Brasil, criada em 1923, como Rádio Sociedade, pelo antropólogo Edgard Roquette Pinto, considerado o “pai da radiodifusão” no país.

Roquette Pinto não esteve sozinho nesta ousada empreitada.  Alguns membros da Academia Brasileira de Ciências o acompanharam. Um deles foi Henrique Morize, então diretor do Observatório Nacional. Juntos, fundaram a emissora com caráter educativo e cultural. A estreia foi no dia 20 de abril de 1923. Assim, a relação do ON com a Rádio MEC pelo “Ciência do Rádio” rememora a antiga parceria de Roquette Pinto com Henrique Morize, que também foi um dos fundadores da Academia de Ciências.

Mesmo com a mudança na programação em 2019, o quadro “Ciência no Rádio” foi continuado. “A Rádio MEC e a divulgação científica têm longa relação. Desde 1923, quando membros da Academia Brasileira de Ciência fundaram a então Rádio Sociedade com Roquette Pinto, aos programas Electron e projeto Minerva. Ter o ON como parceiro no “Ciência no Rádio” só fortalece a missão de nossas instituições”, destaca Thiago Regotto, gerente da Rádio MEC.

Atualmente, o quadro é apresentado pelo jornalista Dylan Araújo, que comanda o programa Rádio Sociedade. A cada semana, uma nova entrevista, falando de descobertas, curiosidades, conceitos de diversas áreas das ciências, e das pesquisas realizadas no ON em suas três áreas de atuação: astronomia, geofísica e tempo e frequência. “Tem sido um privilégio estar em contato constante com a produção científica. As conversas ainda ajudam a cumprir uma antiga missão do rádio, que é tornar o conhecimento acessível para o grande público. Nessa conexão entre o conhecimento acadêmico e a população, o quadro se mostra muito atual, diante dos desafios contemporâneos como a desinformação e o alcance das fake News”, ressalta Dylan.

Assim, há 5 anos, através da primeira rádio brasileira, toda quarta-feira, os ouvintes recebem informação científica organizada por uma das instituições de pesquisa mais antigas do Brasil, o Observatório Nacional. A experiência na rádio conquistou os pesquisadores. Nestes cinco anos, dezenas de profissionais do Observatório Nacional e também de outras instituições convidadas passaram pelas ondas do rádio, com entrevistas ricas em conteúdo científico.

"No início foi um desafio explicar os fenômenos astronômicos sem o recurso da imagem. Mas logo na primeira participação me senti em casa e acolhida pelo Marcus Aurélio e os ouvintes, tornando a participação no 'Ciência no Rádio' uma grande alegria e um prazer enorme", conta Josina Nascimento, que deu 27 entrevistas no "Ciência no Rádio".

O quadro contribui para a divulgação e também para o aprimoramento dos pesquisadores neste trabalho de popularizar a ciência. “Participei duas vezes, sempre abrangendo temas relevantes na geotermia e sobre o uso de energias alternativas. A rádio contribuiu na divulgação do trabalho. Sempre desafiador popularizar a ciência e na entrevista podemos trazer estudos na linguagem mais acessível à sociedade”, conta a pesquisadora Suze Guimarães, pós-doutoranda no ON, na Coordenação de Geofísica, trabalhando com pesquisas em geotermia.

O diretor do ON, João dos Anjos, entusiasta da divulgação da ciência, comemora o sucesso da parceria: “comemoramos, na realidade, uma parceria de muito mais de 5 anos entre a Rádio MEC e o ON pois essa ligação vem desde a época da criação da Rádio, quando Henrique Morize, então diretor do ON, e Roquette Pinto criaram a Rádio Sociedade. O rádio tem uma importância grande e um papel relevante da divulgação do conhecimento científico pois é o meio de comunicação que penetra nos bolsões mais recônditos da sociedade. Tem um papel informativo e educativo para milhões de pessoas  que, muitas vezes, têm o rádio como única fonte de informação e educação”.

 

PARTICIPE!

Divulgação da ciência nas ondas do rádio

15 de outubro de 2020
18h30

Alba Lívia Tallon Bozi, jornalista
Cosme Ferreira da Ponte Neto, pesquisador
Dylan Araújo, jornalista
Josina Nascimento, pesquisadora
Letícia Reitberger, jornalista
Marcus Aurélio de Carvalho, jornalista
Ricardo Ogando, pesquisador

Transmissão: www.youtube.com/observatorionacional

 

Fim do conteúdo da página