Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Morre o pesquisador Jean-Marie Flexor, ex-diretor do ON

Publicado: Terça, 09 de Julho de 2019, 01h22 | Última atualização em Terça, 09 de Julho de 2019, 01h24

O pesquisador Jean-Marie Flexor, ex-diretor do ON no período 1985-1986, faleceu no último dia 4 de julho, em Niterói, Rio de Janeiro, aos 80 anos. 

Físico (1962) e doutor em Geofísica pela USP (1972), iniciou sua carreira como professor no Instituto de Física da UFBA em 1964, onde ficou até 1979, quando ingressou no Observatório Nacional como Coordenador da Geofísica. Capitaneou o início da pós-graduação em Geofísica como área de concentração do Programa de Astronomia existente e formou mais de uma dezena de mestres e doutores. Um excelente físico, transitou por várias áreas das geociências, realizando trabalhos em geofísica nuclear, variações do nível médio do mar e geologia do quaternário, indução eletromagnética, entre outros. 

Nascido na França, manteve sempre bom nível de cooperação com o ORSTOM (Office de la Recherche Scientifique et Technique Outre-Mer),  atualmente o Institut de Recherche Pour le Développement (IRD). Foi professor visitante no IAG/USP e manteve relevante colaboração com pesquisadores do Laboratório de Geologia Marinha da UFF e do Instituto de Física da UFBA. 

Homem de cultura ampla e mente aberta, com habilidades musicais e hábitos culinários refinados, resultado de uma grande “mélange” franco-baiana-paulista-carioca, Flexor deixa um belo legado como cientista e ser humano, e muitos amigos saudosos.

 

Na imagem, em sentido horário, Jean aos 4 anos, com alguns meses em 1939, e sua mãe Margot, pintados pelo pai Samson Flexor

 

 

Fim do conteúdo da página