Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Centenário do eclipse de Sobral que comprovou a Teoria da Relatividade ganha exposição interativa e imersiva

Publicado: Quinta, 23 de Maio de 2019, 19h11 | Última atualização em Quinta, 23 de Maio de 2019, 21h04

Links relacionados:

Para celebrar os 100 anos do fenômeno que confirmou a veracidade da nova teoria do Universo, o Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST) e o Observatório Nacional (ON) inauguram em 29 de maio, às 11 horas, a exposição "O Eclipse - Einstein, Sobral e o GPS". Voltada para todos os públicos, a mostra vai contar a história da expedição científica que comprovou da Teoria da Relatividade Geral, de Albert Einstein, trazendo detalhes sobre como foram registradas as fotografias da posição das estrelas próximas à borda solar na cidade de Sobral (Ceará) e na Ilha do Príncipe (África). A concepção é assinada pelo renomado curador e diretor de arte Marcello Dantas, com produção da Magnetoscópio, e a Curadoria Científica é de Carlos Veiga (ON), Christina Barboza (MAST), Henrique Lins e Barros (CBPF), João dos Anjos (ON), Martin Makler (CBPF) e Patrícia Spinelli (MAST).

Na mesma ocasião, o campus do ON/MAST inaugura o novo Centro de Visitantes, com projeto do estúdio SuperUber, que une design, tecnologia e arquitetura para contar histórias de forma inovadora. “A organização pelo Observatório Nacional da expedição a Sobral para observação do eclipse total do sol em 1919 é um exemplo do protagonismo da instituição no desenvolvimento científico do Brasil. No Centro de visitantes podemos também ver uma mostra do que se faz hoje na instituição”, afirma João dos Anjos, diretor do Observatório Nacional.

“Para nós é uma alegria apresentar esta exposição nos mesmos ambientes onde trabalharam os cientistas da equipe brasileira que participaram deste feito histórico, como o Henrique Morize, então diretor do Observatório Nacional, que liderou o grupo formado por Lélio Gama, Allyrio de Mattos e Domingos Costa”, afirma Anelise Pacheco, diretora do Museu de Astronomia e Ciências Afins.

Imagens e instrumentos utilizados para a realização da experiência, há um século, integram o acervo de "O Eclipse - Einstein, Sobral e o GPS". Para isso, um andar inteiro do MAST vai abrigar os ambientes da exposição. O visitante poderá fazer uma imersão na história do eclipse por meio de um conteúdo interativo, se deparando com a projeção de imagens e animações. História e tecnologia se mesclam com instalações detalhadamente pensadas para que o público tenha experiências sensoriais surpreendentes, incluindo a simulação do momento em que Lua começou a sobrepor-se ao Sol naquele dia 29 de maio de 1919, na cidade de Sobral. As vivências propostas na exposição permitem ao público conhecer detalhes da proeza científica que foi fundamental para comprovar a deflexão da luz pela gravidade, transformando Einstein em celebridade mundial e abrindo novos horizontes para o conhecimento científico.

 

 

Fim do conteúdo da página