Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Pesquisador do ON é o novo coordenador-geral da Rede Sismográfica Brasileira

Publicado: Quarta, 06 de Dezembro de 2017, 15h08 | Última atualização em Quarta, 06 de Dezembro de 2017, 15h08

Links relacionados:

Durante as reuniões técnicas dos pesquisadores e operadores da Rede Sismográfica Brasileira (RSBR), em João Pessoa (PB), nos dias 13 e 15 de novembro, elegeu-se o novo coordenador-geral da RSBR. O professor do Centro de Sismologia da USP, Marcelo Assumpção, indicou o pesquisador do Observatório Nacional, Sergio Luiz Fontes, para assumir a gestão da Rede até 2019, indicação que foi acatada pelo público presente. 

Informe Sismológico - informativo da RSBR - realizou uma entrevista com o novo coordenador da Rede. 

Sergio, como você pretende pautar a sua gestão
Precisamos continuar aperfeiçoando o que estamos fazendo desde o início do funcionamento da RSBR. Isso inclui aumentar o número de estações sismográficas transmitindo dados em tempo real, manter as visitas periódicas de manutenção das estações, buscar preencher os vazios de estações ainda existentes no Brasil. 

Qual é a sua expectativa em relação ao crescimento/desenvolvimento da Rede para os próximos dois anos
Teremos tempos difíceis em termos de recursos, embora alguns projetos de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) em fase de aprovação poderão contribuir para o crescimento da RSBR. É muito importante aumentar a visibilidade da Rede para a sociedade brasileira, que na realidade paga a conta das nossas atividades. 

De que forma você acredita que essa função possa contribuir para o seu crescimento profissional
Atuo há 40 anos como geofísico no Observatório Nacional e o aprendizado é contínuo, seja como pesquisador, professor ou gestor de projetos. É mais uma atividade que farei com satisfação, porque participei de todas as fases da implantação da RSBR desde sua concepção. É muito gratificante ver o estágio de importância e a maturidade alcançadas pela sismologia brasileira. 

O que a RSBR representa para você
A concretização de uma antiga demanda da comunidade geofísica que atua em sismologia. Mas é um processo contínuo, garantir a perenidade da RSBR continua sendo o grande desafio dos sismólogos brasileiros. 

Fora o lado profissional, quem é o Sergio Fontes no dia a dia
Sou um brasileiro privilegiado, que teve acesso à educação pública de qualidade em toda a trajetória de vida, que trabalha com prazer e tem rendimentos decentes. Gosto de estar com amigos, da boa gastronomia, viagens, do pôr do sol na serra e no mar. 

* Sergio Fontes é bacharel em Física, possui mestrado em Geologia e doutorado em Geofísica. Ele foi diretor do Observatório Nacional (ON) entre 2003 e 2013, onde ingressou em 1977 e atualmente é pesquisador titular.  Conheça a carreira do pesquisador acessando seu currículo lattes.

Fim do conteúdo da página