Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Eclipse total do Sol será visto como parcial no norte, centro-oeste e nordeste do Brasil

Publicado: Sexta, 18 de Agosto de 2017, 19h53 | Última atualização em Sexta, 18 de Agosto de 2017, 19h53

Links relacionados:

Na próxima segunda, dia 21 de agosto, ocorrerá um eclipse total do Sol. O eclipse será visto como total em uma estreita faixa na parte central da América do Norte;  será visto como parcial  na América do Norte, América Central e centro-norte da América do Sul.  Assim,  parte do Brasil – incluindo toda a região Norte,  grande parte das regiões Nordeste e Centro-Oeste –  poderá ver o eclipse como parcial, entre 12h46 e 18h04, horário de Brasília.

"A observação somente pode ser feita com instrumentos especiais usados por astrônomos ou com técnica de projeção. Nunca se deve olhar diretamente para sol nem mesmo com o uso de filme de raio-x, óculos escuros ou outro material caseiro. A exposição, mesmo de poucos segundos, danifica o olho de modo irreversível", alerta a pesquisadora Josina Nascimento, da Coordenação de Astronomia e Astrofísica do Observatório Nacional.

A Agência Espacial Americana (NASA) fará a transmissão ao vivo do fenômeno.

Em 2 de julho de 2019, haverá um eclipse total do Sol com faixa de totalidade passando na região sul da América do Sul, que será visto como parcial na região Sul e parte da região Sudeste do Brasil.

Confira abaixo a entrevista com a pesquisadora Josina Nascimento, da Coordenação de Astronomia e Astrofísica do Observatório Nacional.

O que é um eclipse?

Um eclipse ocorre sempre que um corpo entra na sombra de outro.

O que é o eclipse do Sol?

É um eclipse que ocorre quando  a Lua está alinhada com o Sol e a Terra, e está entre a Terra e o Sol, ou seja, um eclipse do Sol somente vai ocorrer quando for Lua Nova. O disco aparente do Sol e da Lua são quase do mesmo tamanho, por uma linda coincidência. Se o eclipse do Sol ocorre de forma que o disco inteiro seja visto atrás da Lua, é eclipse total e caso contrário é parcial.

O eclipse anular vai ocorrer quando o disco inteiro do Sol é visto atrás da Lua e o disco da Lua está menor. Isso acontece quando o eclipse ocorre com  a Lua próxima do seu  apogeu, ou seja,  próxima do ponto da órbita da Lua em que fica mais distante da Terra.

Somente uma estreita faixa da Terra, de aproximadamente 270km de largura, pode ver o eclipse do sol como total.  Essa região é chamada de “faixa de totalidade” ou “caminho do eclipse”. As regiões que distam até cerca de 3000km para norte e para sul da faixa de totalidade podem ver o eclipse como parcial.

Como fazer uma observação segura?

Nunca se deve olhar diretamente para o Sol, em hipótese alguma. Também não se deve usar filme de raio-x ou óculos escuros ou qualquer outro material caseiro. Qualquer exposição acima de 15 segundos danifica o olho para sempre.

Somente com filtros solares especiais para o uso de astronomia podemos olhar para o sol, ou com técnica de projeção.

Clique aqui para pesquisar como fazer uma observação segura.

 

 

 

 

 

Fim do conteúdo da página